Caseum Tratamento

Informações Sobre Cáseos

Tratamento Para Caseum

O tratamento para caseum é variado, mas primeiro devemos ter certeza se está sofrendo ou não com essa condição. Você sofre de halitose com bastante frequência ou sente alguma dor ao engolir? Sente um gosto metálico vindo da garganta ou teve bolinhas brancas sendo expelidas do nada? Caso isso ocorra você pode estar sofrendo com cáseos.  Há chances de que você assim como muitos, nunca tenha ouvido falar sobre essa condição.

Muitas vezes a falta de informação ocorre por se tratar de um problema constrangedor, não é um tópico comum para discutir com colegas e conhecidos, não é algo compartilhado numa sexta à noite em um barzinho ou com a família. Mas apesar do anonimato desta doença, as pedras na amígdala são reais e bastante incômodas. Mas não se preocupe, você não está sozinho,  uma grande parte da população sofre ou já sofreu com caseum.

O Que São Cáseos?

Caseum ou cáseos (plural) são restos alimentares que se alojam na parte de trás das amígdalas e se calcificam. As amígdalas estão cheias de buracos onde bactérias, células mortas e o muco se encontram obstruídos. Os materiais presos formam detritos que se acumulam e causam estas formações esbranquiçadas (ou amareladas). Os detritos podem ser grandes o suficiente para sobressair e obstruír as criptas na amígdala.

Eles afetam majoritariamente as tonsilas palatinas, mas também podem ocorrer nas amígdalas linguais. As pedras calcificadas podem pesar até 4 gramas e apresentar tamanhos variados. São principalmente compostas de cálcio e outros minerais tais como amônia, fósforo, magnésio e carbonato também podem estar presentes, mas somente em pequenas quantidades.

Pedras na amígdala estão entre as principais causas do mau hálito. São mais comuns em pessoas que sofrem repetidamente com inflamações em suas amígdalas. Além disso, é um fato comprovado que são mais comuns em crianças do que em adultos.

Tratamento Natural

O tratamento para caseum mais simples é o natural (dependendo da gravidade), o tratamento médico para caseum dá um resultado mais permanente, porém é mais intrusivo. O tratamento escolhido para as pedras na amígdala dependerá do tamanho das pedras e o nível de desconforto causado pelas mesmas.

Ao notar as pedras na amígdala crescendo, você pode removê-las usando várias técnicas caseiras. No entanto, para as pedras maiores as opções como cirurgias e medicamentos são recomendados. Há uma variedade de opções naturais de tratamento para caseum.

Gargarejo de Água Salgada

O gargarejo com água salgada é uma das mais simples maneiras para se prevenir as pedras na amígdala. Um gargarejo regular com água salgada ou com uso de limpadores bucais (não alcoólicos) evitará a acumulação de pedras na amígdala, bem como eliminar o mau cheiro causado por elas. Se você estiver com dor de garganta este procedimento pode amenizar o desconforto.

A água também vai expulsar pequenos detritos tais como muco, partículas de alimentos e outros resíduos que se acumulam nas amígdalas.

Mantenha-se Hidratado

Esta é outra forma de prevenção para os cáseos, manter-se sempre bem hidratado deve ser uma obrigação para aqueles que botam a saúde em primeiro lugar. A água mantém o corpo hidratado e cria um ambiente que não tem as condições básicas para a sobrevivência dessas bactérias. Além disso, a água potável ajuda a manter de forma regular a limpeza de detritos e outros materiais ao longo da cavidade. Ela impede que as substâncias se acumulem nessas cavidades, o que resultaria na formação dos cáseos.

As amígdalas são uma parte importante do sistema imunológico e linfático e muitas vezes objetos tendem a ficar presos dentro delas. Com essa dica é possível evitar o caseum, manter a saúde em dia e evitar outro tratamento para caseum.

Cotonetes de Algodão

O cotonete é um instrumento eficaz para remover o caseum das paredes das amígdalas. Antes de usar os cotonetes, você deve molhar ambas as extremidades para torná-lo mais suave e evitar dessa forma ferir suas amígdalas. Você deve fazer isso na frente de um espelho e usar uma lanterna para localizar o caseum. Use as partes de algodão molhado para afrouxar as pedras e depois removê-las suavemente das paredes da amígdala. Assim que estiver terminado, você deve bochechar usando água salgada para remover partículas restantes e outros detritos. Confira um vídeo abaixo de como prosseguir com esse metódo de remoção:

Escova de Dentes

Você pode usar tanto uma escova de dentes elétrica ou uma escova de dentes comum. Ao usar esse metódo você deve ter também uma lanterna para localizar a posição das pedras nas amígdalas. Use as cerdas da escova de dentes para aplicar pressão sobre o caseum até soltar. Empurre-os e use um enxaguador bucal para remover o restante das pedras.

Se você estiver usando a escova de dente elétrica, ligue a mesma e aplique pressão sobre as áreas onde você localizou as pedras. Usando a parte de trás da escova vibratória, esfregue as pedras delicadamente para separá-las. Depois que você terminar, faça um bochecho para limpar a boca e livrar-se das partículas restantes. Este é um modo prático de tratamento para caseum.

Suco de Limão

limonada
O limão tem sido um remédio milagroso desde os tempos antigos, é bastante conhecido por suas propriedades medicinais. Suco de limão é rico em vitamina C, a mesma é essencial para remoção de cáseos nas amígdalas. Misture pelo menos 3 colheres de sopa de limão com água morna. Uma vez que esteja totalmente misturada, beba o suco de limão lentamente e faça gargarejos ao redor das amígdalas para remover as pedras e limpar a área afetada. Isto ajudará a limpar e remover as bactérias, prevenindo inclusive uma ocorrência futura. Esse tratamento é recomendado para remoção de cáseos menores.

Alho Cru e Cebola Crua

O alho contém propriedades antibactérianas para ajudar a remover qualquer forma de bactérias. O caseum é uma infecção bacteriana e o alho funcionará perfeitamente para tratar esta condição. Mastigue o alho cru várias vezes por dia e você manterá o médico longe. Ele removerá as bactérias que causam a formação das pedras.
cebolas
A cebola crua também têm propriedades anti-bacterianas e é útil para manter uma boa saúde oral e prevenção das infecções orais. Coma pelo menos 3 cebolas diariamente para ajudar a remover as pedras das amígdalas e livrar-se das bactérias que causam a formação das pedras. A cebola também te ajuda a se livrar do cheiro fétido associado com o caseum.

Iogurte Sem Açúcar

O iogurte natural é um bom remédio caseiro para os cáseos. Elas produzem um componente chamado probiótico que é uma bactéria benéfica para ajudar a remover as bactérias nocivas. Ela trabalha removendo as bactérias formadas nas amígdalas. As bactérias boas também impedirão a ocorrência futura das pedras nas amígdalas, aumenta a imunidade e retira outras bactérias nocivas do corpo.

Dieta Equilibrada

Uma dieta saudavél e adequada ajudará a remover e tratar o caseum. Comer uma dieta rica em vitaminas e probióticos vai ajudar o corpo a se livrar desse mal. Probióticos são bactérias que combatem as bactérias nocivas que são responsáveis pela formação de pedras da amígdala.

Mudar para uma dieta vegetariana também pode ajudar a remover as pedras. Legumes como cenoura, espinafre, tomates, etc. Eles deixam a boca aguada, tornando-se duro para que as bactérias sobrevivam. No entanto, você deve reduzir a ingestão de produtos lácteos que aumentam o muco, bem como de cálcio. Este dois componentes causam a formação de pedras da amígdala. Então lembre-se de não consumir ou diminuir a ingestão de queijo, leite, etc.

Higiene Oral

A incapacidade de manter uma boa higiene oral é a principal causa para a formação de pedras nas amígdalas. As bactérias na boca provocam a formação de pedras da amígdala de partículas de alimentos acumulados e outros detritos. A bactéria pode ser reduzida ao se lembrar de escovar os dentes usando cremes dentais recomendados, mudando a escova de dentes regularmente, gargarejar usando enxaguador bucal (sem álcool) ou água salgada, raspar a língua, etc.

Tratamento Médico

Tratamentos médicos são recomendados quando o caseum já está causando muito desconforto e pacientes podem experimentar dificuldades ao engolir a comida. O paciente pode optar por totalmente remover as amígdalas, tratá-las ou tomar antibióticos.

A escolha do método com tratamento dependem da causa, ou seja, bactérias ou infecção viral. Médicos irão realizar um teste rápido de estreptococo por limpeza na parte de trás da garganta com um cotonete. O teste irá determinar a causa e o médico irá prescrever várias opções de tratamento para caseum, dependendo dos resultados do teste. Ele ou ela irá recomendar antibióticos, amigdalectomia ou o tratamento a laser, seu médico saberá o tratamento para caseum ideal.

Antibióticos

Antibióticos fornecem um tratamento de curto prazo para pedras na amígdala. O antibiótico comumente utilizado é a amoxicilina, rémedio comumente encontrado em várias farmácias. Este antibiótico funciona através da criação de um ambiente no qual as bactérias não podem prosperar. Os impede de construir uma parede celular, sem a qual não conseguem sobreviver.

No entanto, o antibiótico não irá remover as bactérias das amígdalas e o tratamento é de curta duração. Ele reduz o impacto das bactérias, mas não pode impedi-lo de se formar no futuro. As bactérias tornam-se imunes aos antibióticos com o tempo. É muito importante não parar o tratamento quando se trata de antibióticos, as bactérias podem criar resistência caso isso aconteça. Os pacientes podem experimentar vários efeitos colaterais, incluindo febre, diarreia e vômitos.

Criptólise

O médico pode tratar as pedras de caseum com laser. O tratamento é chamado de criptólise e envolve a redução do número de fendas que podem servir de moradia para as bactérias que formam o caseum. Criptólise não é um procedimento invasivo e normalmente não requer o uso de anestesia geral.

O tratamento atua eliminando as criptas nas amígdalas, diminuindo assim a possibilidade de alimentos e resíduos sobressalentes. Reduzindo a quantidade de propagação do enxofre e consequentemente a produção de bactérias. O procedimento envolve a utilização da criptólise para induzir a formação de tecido cicatricial nas criptas, causando assim a redução da superfície em que as bactérias possam crescer. A superfície reduzida impede que mais alimentos e bactérias se acumulem nas criptas. Entretanto, o tratamento pode falhar e o caseum pode voltar a crescer novamente.

Amigdalectomia

O tratamento para caseum mais eficaz continua sendo a amigdalectomia. A única forma de evitar permanentemente o surgimento dos cáseos é removendo as amígdalas. Entretanto é possível, embora raro, que as amígdalas voltem a crescer. A amigdalectomia é uma cirurgia rápida e com poucas complicações, mas é conhecida por ter um pós-operatório relativamente doloroso. Como todo procedimento invasivo como uma cirurgia, a amigdalectomia acarreta alguns riscos. Estes incluem sangramento, infecção, inchaço, problemas relacionados com a dificuldade de respiração e reações à anestesia geral. Depende do paciente e do médico decidir se os benefícios superam os riscos e o estresse da cirurgia.